Adaptações anatômicas e ultraestruturais em folhas de ervas marinhas do Atlântico Sul | CCMAR
  • Cientistas salvam corais após tempestades e pedem a sua ajuda
    Investigadores do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) estão a recolher um tipo de corais chamados gorgónias, que deram à costa após as recentes tempestades, para as transplantar de volta ao seu habitat natural.
  • ATT: Marine Biogeochemistry Training School
    Faro, Portugal, from the 5th to the 8th of June, 2018. Registration and Fellowship details.
  • Seminários do CCMAR
    Todas as semanas organizamos seminários. É uma oportunidade para dar a conhecer o que fazemos e também promover parcerias com outras instituições e empresas. Entrada livre. Veja o programa completo!
  • CCMAR é o único parceiro português em dois projetos europeus de Aquacultura
    O Centro de Ciências do Mar (CCMAR) é parceiro em dois grandes projetos, financiados pela União Europeia, através de fundos H2020, o PerformFISH e o MedAID. Ambos os projetos serão desenvolvidos por equipas do CCMAR, durante os próximos anos.
  • SIBIC2018
    VII Congress of the Iberian Society for Ichthyology, Faro, Portugal, from the 12th to the 16th of June, 2018. REGISTER NOW
  • 24th IUPAC International Conference on Physical Organic Chemistry (ICPOC 24)
    Will take place in Portugal, Faro, from 1 to 6 July 2018.
 

Adaptações anatômicas e ultraestruturais em folhas de ervas marinhas do Atlântico Sul

Quarta, 9 Maio, 2018
at 
Anf. C (CP) - Universidade do Algarve (Campus de Gambelas)
 

CCMAR SEMINARS

09 de maio, 13h30 | Anf. C (CP)

Adaptações anatômicas e ultraestruturais em folhas de ervas marinhas do Atlântico Sul

Ana Claudia Rodrigues           

(Universidade Federal de Santa Catarina)

 

As ervas marinhas, por integrarem o habitat costeiro mundial, são consideradas altamente importantes sob o ponto de vista ecológico pois fornecem alimentos, substrato e abrigo para muitos organismos aquáticos, são conhecidas como as espécie de carbono azul e ainda protegem o litoral. No Brasil ocorrem apenas três espécies Halophila decipiens, Halodule wrightii, e Ruppia maritima as quais foram analisadas sob o ponto de vista morfoanatômico, histoquímico e ultraestrutural a fim de discutir adaptações estruturais aos ambientes marinhos ao longo da costa do Atlântico Sul.

 

Short CV

Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1995), Mestre em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (1999) e Doutora em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é professora Associada II da Universidade Federal de Santa Catarina e orientadora no Programa de pós graduação em Biologia de Fungos, Algas e Plantas (PGFAP – UFSC – Brasil). Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Anatomia Vegetal de plantas vasculares atuando principalmente nos seguintes temas: Ervas marinhas, Anatomia Ecológica, Cyperaceae, Orchidaceae, Desenvolvimento Anatômico e Microscopia Eletrônica.
 

Poster

                                                                      

Activity type 
Seminário