Ana Marçalo levou a problemática da pesca acidental de cetáceos à Sicília | - CCMAR -
 

Ana Marçalo levou a problemática da pesca acidental de cetáceos à Sicília

 

Como reduzir a depredação dos cetáceos (o ato de se alimentarem das redes de pesca que geralmente envolve danos nas artes e nas capturas e perdas económicas para os pescadores) na pesca?

Foi esta a questão que juntou especialistas de Portugal Espanha, Itália, França, Tunísia, Marrocos e Itália.

O seminário aconteceu em junho em Catania, Sicília, e as atenções dos especialistas em pescas estiveram concentradas em tentam reforçar a conservação dos cetáceos e tornar a pesca mais sustentável.

Troca de experiências e boas práticas

Ana Marçalo, que lidera ensaios de mitigação para reduzir as interações entre os cetáceos e a pesca portuguesa no âmbito do projeto CetAMBICion, foi convidada a partilhar a sua experiência na costa algarvia.

A investigadora teve a oportunidade de apresentar os resultados mais recentes dos ensaios de mitigação nas pescarias mais preocupantes como as redes de cerco com retenida e as redes fixas e dar o exemplo a outros colegas.

Como balanço, foi estabelecida uma colaboração no apoio a ensaios de mitigação em países como Espanha - que irá comprar alarmes acústicos - e Marrocos que irá usar alguns aparelhos cedidos por Portugal para efetuarem os primeiros testes na tentativa de diminuir interações destas artes com golfinhos.