Investigadores do CCMAR descobrem nova microalga para produção de biodiesel
Trata-se de uma nova estirpe de uma microalga com elevado potencial para produção de biomassa e bio-óleos. Os investigadores do CCMAR que conduziram o estudo estão otimistas e explicam que a estreita colaboração com a indústria...
Nova espécie para a ciência identificada na costa algarvia
São espécies do filo Kinorhyncha, as primeiras descritas em Portugal, duas delas são totalmente novas para a ciência e foram encontradas em amostragens realizadas na costa algarvia...
VERSÃO DIGITAL DO PRIMEIRO MAPA DA TOPONÍMIA DOS MARES ALGARVIOS JÁ ESTÁ DISPONÍVEL
É o primeiro registo em mapa dos nomes dos principais bancos de pesca algarvios.
Genoma guarda os segredos da metamorfose de um peixe redondo para um peixe plano
Um grupo de investigadores liderado pelo Yellow Sea Fisheries Institute da China, tendo como um dos autores principais Deborah Power, do CCMAR, descobriu mais um elemento que desvenda os processos envolvidos na metamorfose.
O mergulho científico do CCMAR em destaque no programa Bombordo
O programa Bombordo veio conhecer o Centro de mergulho científico do CCMAR..
The application of population genomics to fisheries management
The Foresight Workshop is designed to bring together fisheries management practitioners, stakeholders involved in fisheries policy making and governance, as well as genomic scientists to facilitate interaction and promote synergistic activities...
CCMAR RECEBE GRUPO DE ALUNOS DA UNIVERSIDADE DE SHOU
No passado mês de Julho, o CCMAR recebeu durante quinze dias, um grupo de alunos da Universidade chinesa, que acompanharam de perto o trabalho dos nossos investigadores.
THE APPLICATION OF POPULATION GENOMICS TO FISHERIES MANAGEMENT
The Foresight Workshop is designed to bring together fisheries management practitioners, stakeholders involved in fisheries policy making and governance, as well as genomic scientists to facilitate interaction. 8 - 10 Maio 2017
 

Genoma guarda os segredos da metamorfose de um peixe redondo para um peixe plano

 

Os peixes-planos (linguado, rodovalho) são altamente apreciados à mesa. Mas muito poucos sabem que estes peixes não nascem com estas formas.

Os peixes planos iniciam a sua vida como larvas simétricas que se parecem com as outras larvas de peixe e durante esta fase planctónica nadam na coluna de água.

À medida que as larvas se transformam num juvenil, durante a metamorfose, um processo regulado pelas hormonas tiroideias, o corpo achata-se e o crânio torna-se assimétrico conforme um olho migra para se juntar ao outro olho no lado superior da cabeça.

Num trabalho intitulado Genome and transcriptome based insights into the biological basis of the extraordinary asymmetrical specialization of flatfish e publicado na revista Nature Genetics um grupo de investigadores liderado pelo Yellow Sea Fisheries Institute da China, tendo como um dos autores principais Deborah Power, líder do grupo de Endocrinologia Comparada e Biologia Integrativa do CCMAR, descobriu mais um elemento que desvenda os processos envolvidos na metamorfose.

“O nosso interesse era comprender este processo evolucionário único. Através da análise do genoma e do transcriptoma de duas espécies de peixes planos, comparando-as com o de peixes redondos, conseguimos chegar a novos elementos que ajudam a explicar todo este processo de metamorfose”, refere Deborah Power.

O genoma contém o código genético no ADN que se expressa primeiro através de ARN mensageiro intermediário (transcriptoma) para produzir as proteínas que são as máquinas das células. Através da comparação dos genes de uns e de outros foi possível determinar a importância da interação entre as hormonas tiroideias e a via do ácido retinóico e, em particular, o papel único de vias ativadas pela luz que promovem as alterações do corpo, de uma forma simétrica para uma forma assimétrica.

O tema da metamorfose, central na obra do poeta romano Ovídio e de outros grandes nomes da literatura mundial, continua a receber contribuições da ciência, que procura explicar a dinâmica de formas vivas e da sua evolução.

Faro, 14 de dezembro de 2016

 

Referência:
Changwei Shao, Baolong Bao,    Zhiyuan Xie, …. Deborah M Power, Qingyin Wang, Manfred Schartl   & Songlin Chen. The genome and transcriptome of Japanese flounder provide insights into flatfish asymmetry. Nature Genetics, December 2016 DOI: 10.1038/ng.3732 (aqui)

 

Download da nota de imprensa (DOC / PDF)

Para mais informações contactar:
Departamento de Comunicação
Andreia Pinto
Email: aspinto@ualg.pt | Tlf: +351 289 800 050 | Tlm: 913794995