Open Data | - CCMAR -

Política de Gestão de Dados Digitais

 

A gestão de dados digitais tem-se tornado cada vez mais importante à medida que as infraestruturas de investigação nacionais e europeias promovem políticas de Ciência Aberta em todo o Espaço de Investigação Europeu. A política de Ciência Aberta da UE incentiva a partilha de dados e conhecimentos científicos para permitir uma maior inovação científica e industrial e para aumentar a compreensão do público sobre a importância da ciência para a sociedade e a política social. Esses objetivos são alcançados principalmente por meio da publicação em acesso aberto de resultados científicos, a deposição de dados científicos em repositórios e catálogos de acordo com os princípios de dados FAIR (os dados devem ser Localizáveis (Findable), Acessíveis (Accessible), Interoperáveis (Interoperable) ​​e Reutilizáveis (Reusable)) e a disseminação de conhecimento científico ao público por meio de iniciativas de disseminação e promoção da ciência cidadã.

 

As políticas de Ciência Aberta em toda a UE têm como objetivo promover:

  • Uma investigação mais eficiente ao partilhar abertamente dados e conhecimento
  • A transparência do processo de trabalho científico
  • O rigor académico e a qualidade de investigação
  • O desenvolvimento de novos temas de investigação transversais
  • O desenvolvimento da literacia científica do público
  • O impacto económico e social da ciência
  • O reconhecimento científico de instituições e infraestruturas de investigação

 

Um guia útil para as questões relacionadas com a gestão de dados é fornecido pelo Guia Prático para o Alinhamento Internacional da Gestão de Dados de Investigação da “Science Europe”.

 

Objectivo:

O CCMAR promove os princípios da Ciência Aberta em todas as suas atividades de investigação, exceto onde os dados possam ser restritos por contrato privado. É obrigatório para todos os resultados de investigação das infraestruturas de investigação da ESFRI (Fórum Europeu de Estratégias de Infraestruturas de Investigação) seguir os princípios da Ciência Aberta de acesso aberto e publicação de dados FAIR. A nível nacional, a publicação de estudos de investigação em acesso aberto é obrigatória, enquanto a adesão estrita à política de publicação de dados do FAIR depende do tipo de financiamento. É amplamente esperado que futuros concursos para projetos de SR&TD venham a impor uma política de publicação de dados FAIR, portanto, a adesão a esses princípios para investigação atual é fortemente aconselhada.

 

Dados FAIR:

Os princípios de dados FAIR encorajam a publicação de dados científicos de forma que sejam localizáveis, acessíveis, interoperáveis ​​e reutilizáveis. Estes princípios enfatizam a necessidade de os dados científicos serem acessíveis a sistemas computorizados automatizados. Em suma, esses objetivos podem ser alcançados fornecendo metadados suficientes e depositando os dados em repositórios abertos apropriados. Metadados são informações que descrevem os dados para publicação e geralmente incluem identificadores e descritores exclusivos que seguem protocolos, vocabulários e ontologias padronizados. Muitos protocolos e ontologias foram projetados por comunidades de investigação para campos de pesquisa específicos. Por exemplo, as Informações Mínimas sobre Experiências de Fenotipagem de Plantas (Minimum Information About a Plant Phenotyping Experiment  - MIAPPE) descreve uma lista conceitual dos metadados necessários para descrever adequadamente uma experiência de fenotipagem de plantas usando um vocabulário pré-acordado que foi desenvolvido pela comunidade de investigação. Da mesma forma, os campos e tópicos de investigação individuais podem ter repositórios de dados de acesso aberto dedicados, onde os investigadores podem depositar seus dados FAIR, por exemplo, o Arquivo Europeu de Nucleotídeos (European Nucleotide Archive EMBL-EBI). No entanto, também existem repositórios de dados gerais, como EUDAT (EOSC) e Zenodo (CERN, OpenAire).

 

Plano de Gestão de Dados (PGD):

Um Plano de Gestão de Dados descreve o ciclo de vida da gestão de dados para os dados a serem recolhidos e o protocolo a ser seguido para tornar os dados localizáveis, acessíveis, interoperáveis ​​e reutilizáveis ​​(FAIR). Atualmente, as agências de financiamento da UE exigem que os investigadores forneçam um PGD; um requisito que provavelmente será padrão a nível nacional num futuro próximo, como aconteceu nos concursos PT2020.

 

Um PGD deve incluir informação sobre:

  • quais os que dados serão recolhidos, processados ​​e/ou gerados;
  • que metodologias e padrões serão utilizados;
  • como os dados serão de acesso aberto, obedecendo aos critérios FAIR
  • como os dados serão curados e preservados no final do projeto

 

Várias ferramentas online estão disponíveis para ajudar os investigadores a desenhar um PGD eficaz.

 

Geral:

Science Europe: https://www.scienceeurope.org/our-resources/practical-guide-to-the-international-alignment-of-research-data-management

Open Science: https://ec.europa.eu/research/openscience/index.cfm

Open Science in Portugal: https://www.ciencia-aberta.pt/home

European Research Area: https://ec.europa.eu/info/research-and-innovation/strategy/era_en

Portuguese National Bioinformatics Infrastructure BioData.pt|ELIXIR.pt: https://biodata.pt

European Open Science Cloud – EOSC-Life: https://www.eosc-portal.eu/eosc-life

Portuguese Forum on Research Data Policy: https://forumgdi.rcaap.pt

FAIR Data – Horizon 2020: http://ec.europa.eu/research/participants/data/ref/h2020/grants_manual/hi/oa_pilot/h2020-hi-oa-data-mgt_en.pdf

FAIR principles publication: https://www.nature.com/articles/sdata201618

The Ontology Lookup Service (OLS): https://www.ebi.ac.uk/ols/index

 

Repositórios e Serviços:

EUDAT (EOSC): https://b2share.eudat.eu

Zenodo (CERN, OpenAire): https://about.zenodo.org

OpenAire (Portugal): https://www.openaire.eu/os-portugal

Pangea: https://www.pangaea.de

Dataverse (Harvard): https://dataverse.harvard.edu

GFBio (Germany): https://www.gfbio.org

DMPTool: https://dmptool.org

DMPOnline: https://dmponline.dcc.ac.uk

INIST DMP Tool: https://dmp.opidor.fr

Data Stewardship Wizard: https://ds-wizard.org

Data Stewardship Wizard (Portugal): https://biodata-pt.ds-wizard.org

 

Catálogos e Serviços na área do Mar:

OBIS: https://obis.org

IMIS (VLIZ): https://www.vliz.be/en/imis

MarDB: https://mmp.sfb.uit.no/databases/mardb/#

EMBL-EBI Magnify Marine Domain: https://www.ebi.ac.uk/metagenomics/browse?lineage=root:Environmental:Aquatic:Marine#studies